Consumista, eu?

Se tem um defeitinho uma característica feminina com a qual eu não nasci é o consumismo. Juro. Pode até parecer estranho, vindo de uma mulher, mas fazer compras não me satisfaz.

Claro que eu gosto de ter uma roupa bonita, bijouterias, acessórios, calçados, mas eu faço mais o tipo básica, sabe? Compro aquela peça que é "pau pra toda obra", que "vai com tudo", e que eu vou "aproveitar bastante".

Mão-de-vaca, eu? Talvez. Mas é que eu acho comprar um monte de roupas um dinheiro muito mal gasto. Gente, onde já se viu pagar R$ 120 num pedaço de pano numa blusinha de verão? Minha Nossa Senhora, quando acabo cometendo a loucura de gastar tudo isso numa peça de roupa, fico com peso na consciência por mais ou menos umas duas semanas.

E sapato? Os meus são todos pretos. E é assim, ó: um baixinho, pro dia-a-dia; um de salto médio, pra qualquer ocasião; e um de saltão bem alto que quase mata de dor nos pés para um evento mais chiquezinho. Nada desse negócio de ter um de cada cor, de cada tipo, pra combinar com cada bolsa. Até acho bonito. Mas, novamente, acho um dinheiro muito mal empregado. E se for pra comprar porcaria, só para ter um monte, não compro mesmo.

Tá na moda? Não, obrigada. Calçado está muito caro pra estar totalmente out no ano que vem. Então, tenho daqueles que sempre serão bonitos (ou pelo menos por uns três anos, vá lá), e que eu vou poder usar com vários tipos de roupa. Lógico, por que não?

Eu não me incomodo se alguém comentar "nossa, você viu que a J. está com a mesma roupa que ela usou tal dia em tal lugar?". Pois é. Repito roupas mesmo. Se eu gosto, eu uso, uso e uso. Até acabarem. Aí eu compro outras.

Normalmente, saio para comprar roupas, calçados ou acessórios em geral quando estou precisando mesmo. E que fique claro que meu senso de precisar é bem criterioso. Não é quando eu acho que estou precisando — como a maioria das mulheres resolve achar uma vez por semana.

Aí, quando eu vou comprar por necessidade mesmo, tudo bem, até posso pagar um preço que considero alto. Mas adquiro coisas das quais tenho certeza de sua qualidade e durabilidade.

Não vou dizer que nunca comprei por impulso, ou sem estar de fato precisando. É claro que já, afinal de contas sou humana também, mas aquele vazio que eu sentia antes de fazer as compras não foi preenchido com as diversas sacolas e o rombo na minha conta corrente.

Gosto mais de empregar meu suado dinheirinho em programas de entretenimento, como saídas a lugares que eu adoro, por exemplo, ou em artefatos tecnológicos. A lombriga da vez é um notebook. E uma televisão para o meu quarto. E um ar-condicionado. Mas quando eu penso nas mais de 20 prestações carésimas que ainda falta pagar do meu carro, eu prefiro dar mais uma economizadinha e adiantar uma parcela do final, que vem inclusive com menos juros.

Desse jeito, evito cometer muitos excessos. Cartão de crédito é uma coisa que não existe no meu vocabulário. Só compro à vista. Se não tenho dinheiro, fica para o mês que vem (a menos que seja algo urgente, óbvio).


Será que eu sou um e.t.?

5 transtornados opinaram:

Mel disse...

É ser racional e controlada não é muito comum, mais também creio que não é defeito não, pelo menos eu não vejo assim, até porque sou bem parecida nesse aspecto, não é que seja pão dura, sou apenas controlada....

Sah disse...

Amei o seu port e mais ainda o seu blog. Quando eu era solteira era bem mais consumista, com uma filha para criar então, as prioridades mudam e muito!

Vou te linkar no meu blog!

Abraços!

Sah disse...

ops, desculpe ... Post e não "port"

Lou Salomé disse...

Prazer, eu sou igual a vc, pelo menos penso as mesmas coisas que vc escreveu no post...sou básica, e quando compro uma coisa cara d+, fico com aquilo na cabeça por um tempão...sou tão básica que meu (agora ex)namorado disse que eu não era fashion, acredita?? por isso que ele é EX hj...
bjo!

Rose Carreiro disse...

Tá, não existe mais vc = eu hauhauahua eu sou consumista. Preciso consertar isso, agora que tenho a faculdade pra pagar. Meus sapatos são, em sua maioria, vermelhos. E meu armário é igual ao da Turma da Mônica, um monte de coisas parecidas, e em cores iguais (sempre preto, branco, cinza, vermelho e jeans).

Te invejo, colega!

Beijo

Sou sempre eu mesma, mas não sou sempre a mesma!.
 
Copyright 2009 tRaNstoRno muLTipoLaR All rights reserved.
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress Theme by EZwpthemes