Difícil

Há tempos não escrevo aqui, o que sempre me deixa com um apertinho no coração, pois tenho muitos leitores especiais, dos quais gosto muito e sempre apreciei acompanhar seus blogs também. Mas digamos que a vida anda me dando umas quantas pauladas ultimamente.

E uma das coisas que mais me doem é a crueldade humana. Digamos que recentemente tive uma atitude que muitos dos meus colegas de trabalho não compreenderam. Em resumo, foi algo muito difícil, mas a decisão que tomei acredito ter sido a mais correta no momento. E sabendo que não posso agradar a gregos e troianos ao mesmo tempo, tive de agir racionalmente, mesmo com o coração na mão.

Por conta disso, alguns deles agora me tratam como um desafeto. Na verdade, não me tratam. Alguns fizeram a lei do silêncio comigo, como se eu tivesse cometido um crime. Não fiz nada para prejudicar ninguém, pois jamais tomaria qualquer atitude com essa intenção. Mas o que as pessoas não entendem é que cada um é responsável pela sua própria vida, e muitas vezes precisamos encarar as consequências de frente, assumindo nossa parte na cagada, e não tentando achar culpados.

Mas é muito mais cômodo jogar a culpa em alguém. Especialmente se esse alguém é mais novo que você e vem se destacando com méritos próprios, simplesmente pelo próprio esforço, sem nenhum tipo de protecionismo. Para algumas pessoas, é difícil entender e principalmente aceitar isso. Com isso, deixam-se tomar pelo rancor, pelo ódio, e tomam atitudes diferentes daquilo que pregam.

Até tentei conversar, mas não me deram chances. Só vieram com as pedras na mão e com as línguas afiadas espalhando boatos maldosos, fazendo picuinhas cruéis. O pior é que as injustiças vêm até mesmo de quem eu não esperava.

E nessa situação, eu tenho que continuar lutando, dia após dia, contra todos os motivos que já me desmotivavam antes, e ainda tendo que aturar a hostilidade alheia. Só não me perguntem até quando vou aguentar, pois isso realmente é imprevisível.

3 transtornados opinaram:

Dama de Cinzas disse...

Saudaaaaade desse teu cantinho... eheheh

Olha eu já estou meio que cascuda nessa de andar contra a maré, de fazer algo que as pessoas não estão concordando, de ser a "do contra" e posso imaginar o que está passando, porque não é nada fácil...

Mas te digo que ao final vale à pena!

Beijocas

graziela disse...

te entendo. Causas diferentes, mas momentos parecidos. Coisas que não tive coragem de postar, medo de parecer vítima. é chato ter que ficar se justificando frequentememte (para não dizer sempre)

Que bom que voltou a escrever, epero que não perca o gosto.

querendo falar mais, mande um e-mail, lerei. A proósito, sou gaúcha, do interior, se isso fizer diferença para o teu anonimato...

Irmãs disse...

Chato isso hein. Mas o importante é que você fez o que acreditava ser correto e o resto é o resto.

Volte a escrever com mais frequencia! Saudades dos seus posts, não desanime não!!!

Beijos!

Sah

Sou sempre eu mesma, mas não sou sempre a mesma!.
 
Copyright 2009 tRaNstoRno muLTipoLaR All rights reserved.
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress Theme by EZwpthemes