Lost...


Queria ser como os poetas, que transformam sua dor em arte. Ou como os músicos, que se fazem eternos mesmo com sua tristeza. Quem me dera até mesmo se soubesse desenhar, ou pintar, ou esculpir, tricotar. Qualquer coisa em que eu pudesse extravasar meus sentimentos.


Mas não fui abençoada com dom artístico algum.


E as minhas dores preciso enfrentar sozinha. Quieta. Num canto. Porque não encontrei uma válvula de escape adequada. Às vezes, essa dor se transforma em raiva, e aí outros sofrem junto comigo. Mas isso não alivia. Só piora.


Preciso de novos ares, mudanças. A carga está a cada dia mais pesada, e não sei até quando vou aguentar.


Meu pai sempre diz que a vida é dura pra quem é mole. E eu nunca fui mole. Mas acho que agora a vida endureceu demais comigo.


Não sei quando foi que me perdi de mim mesma, quando fui abduzida por este mundo ingrato.


Sei que me sinto sufocando, e preciso muito respirar. Preciso ter liberdade para ser, agir, pensar, falar.


Não sei viver enclausurada num mundo de amargura e falsidade. Não sei pisar em ovos. Meus passos sempre foram largos, rápidos e firmes.


Tenho buscado alternativas, procurado uma saída, mas a luz no fim do túnel ainda parece muito distante.


Enquanto eu era só uma rebelde sem causa, estava tudo bem. Mas minha rebeldia se esvaiu, e as causas hoje são muitas...



4 transtornados opinaram:

Vivi Rosada disse...

vc ainda nao percebeu seu dom, mas vc escreve muito bem e essa pode ser sua valvula de escape jean!
use e abuse dela e nos presenteie com seus textos...digo q sinto um certo acido na medida certa qdo os leio...rs adoro!
nao desanima nao viu...
beijinhos vivi

Irmãs disse...

Concordo plenamente com a Vivi Rosada. E digo mais - em alguns aspectos a vida é dura com quem é mole sim, mas as batalhas mais duras da vida são para os mais fortes. Pense nisso ... Tudo passa e não tenha medo de enfrentar essa fase ruim de peito aberto. No final, você só terá a ganhar ...

Beijos!

Sah

Eu sou o GOOGLE disse...

Concordo com as gurias de cima quanto ao talento, vc ja o tem.
E se vc se sentir apoiada, eu também serei eternamente uma rebelde cheia de causas, mesmo com 34 anos...

beijo e não se aflija, não existe mal que não encontre o bem, e o que nos faz mal sempre é reciclado e ressurge d eoutras formas...a vida não é fácil, nem para quem é milionário, nem para quem é miserável...

como diz uma letra do Wander Wildner, cantor aqui de Porto:
" Eu não consigo ser alegre o tempo inteiro..."
e ainda pergunto: quem consegue?
bjs

Louise Oliveira disse...

Vc tem o don da escrita, um dos dons mais lindos que pode existir no mundo das Artes.
Aproveite logo isso e use para a sua felicidade e a de todos nós que acompanhamos o seu bloguinho! Bjs! Bye! Lu ; )

Sou sempre eu mesma, mas não sou sempre a mesma!.
 
Copyright 2009 tRaNstoRno muLTipoLaR All rights reserved.
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress Theme by EZwpthemes